Centro de Deduções Lógicas - O que é Deduções Lógicas.

     Deduções Lógicas é uma série de teorias que formulei nesses últimos oito anos. Ao ler um artigo sobre a expansão do Universo, que afirmava que esta expansão estava em aceleração, não concordei com a justificativa para tal fato. No momento, comecei a rabiscar como seria a dinâmica entre duas galáxias e a luz entre elas, logo após o Big Bang.

     A partir daí, meu interesse pelo assunto foi crescendo e, com o auxílio das pesquisas que fazia na Internet, comecei a aprender sobre a Cosmologia.  Usando meus conhecimentos de física e matemática que aprendi no curso de Engenharia Civil e muita lógica, esbocei o meu primeiro modelo para dinâmica do Universo, que funciona de uma maneira simples, eliminando fatos incompreensíveis aos leigos.

     Neste modelo, imaginei o funcionamento da Luz sem me apegar aos conceitos pré-estabelecidos pela Ciência. Se eu fosse formado em física iria entender a luz como os físicos e não modificaria o seu funcionamento, e nem teriam existido as teorias de Deduções Lógicas.

     Ao explicar o meu modelo de Universo aos físicos, eles contestaram porque na física de Einstein a velocidade da luz não sofre a influência da velocidade das suas fontes, como era proposto no meu modelo.

     No Universo Lógico desenvolvi planilhas que simulavam a dinâmica das galáxias e a luz entre elas, cujos resultados conferiam com os dados observacionais dos astrônomos. Os resultados dessas planilhas me deram certeza da veracidade do meu modelo. Assim, pela primeira vez, fui ler a teoria da Relatividade Restrita, sabendo que ela deveria conter um erro, pois, se ela estivesse certa, eu estaria errado.

     Durante os últimos 100 anos, foi a teoria mais testada de toda a Ciência pelos absurdos das suas proposições.

     Várias experiências foram feitas confirmando pseudamente a veracidade dessa teoria. Porém, foi testada apenas a matemática e não suas interpretações.  Sendo assim, conclui que a matemática do Einstein está certa e os erros existentes estão nas interpretações de seus resultados.

     Encontrando o erro da relatividade de Einstein, o meu modelo de Universo tornou possível. Fui obrigado então a rever todas essas experiências, dando novas interpretações lógicas para os seus resultados.

     Nos últimos oito anos dediquei meu tempo integral em aperfeiçoar o meu modelo de Universo e a minha teoria sobre o funcionamento da luz.

    Quando imaginei que a gravidade pudesse funcionar de maneira análoga à luz, abriu um novo horizonte na física onde pude explicar vários fenômenos ate hoje não explicados pela Ciência.

     Descobri que o Universo, a Luz e a Gravidade funcionam como se fossem mágicos. O meu trabalho consistiu em desvendar esses funcionamentos mágicos baseado em uma matemática simples como a que conheço, pois este trabalho não exigiu nenhum conhecimento específico dos matemáticos.

     A natureza também funciona com essa simplicidade. Assim, caro internauta, você também será capaz de compreender todas as teorias de Deduções Lógicas.

     Para divulgar as minhas teorias, coloque-as neste site. Hoje, depois de aperfeiçoá-las, estou atualizando o site para que todos possam compreender facilmente o que proponho.

     Veja o que há de mais importante e as modificações que proponho na física:

     A principal mudança foi no Postulado que diz que:
    
        “as leis da física são as mesmas para todos os observadores, em todos os referenciais. Não existe referencial privilegiado.”

    Modifiquei para:

       “As leis da física são as mesmas para observadores em todos os referenciais, mas devem ser aplicadas de acordo com a verdade de cada observador.

       O referencial do espaço absoluto, onde se deu o Big Bang, é privilegiado, pois, um observador nele está realmente parado e não tem a sua verdade distorcida pela velocidade.”
             
       Veja mais detalhes em    O observador     Os referenciais

       Enquanto a física atual é fundamentada em um observador aqui na Terra, a minha física tem como base um observador no espaço absoluto. Só ele tem a capacidade de saber a influência da velocidade das fontes sobre os fótons (luz) e os energétrons (gravidade).  Esta mudança é primordial para entendermos o funcionamento da física.

       Exemplo:

      Um observador aqui na Terra vê todas as fontes de luz emitirem fótons com a velocidade constante c.  Ele não tem como saber a influência da velocidade de expansão no Universo, da Terra, sobre os fótons emitidos das fontes localizadas na Terra. Só um observador no espaço absoluto, conhecedor dessa velocidade de expansão, poderá saber a influência dela sobre esses fótons.

       Na Luz:
      
       A velocidade dos fótons sofre a influência da velocidade de suas fontes.

       Efeito Daniel

            A velocidade da luz funciona de maneira diferente para:

              - Um observador na fonte.
              - Um observador no receptor da luz.
              - Um observador no espaço absoluto.

      Efeito Cristina

             É a propriedade da luz que permite que ela seja aparentemente transmitida instantaneamente, 
      apesar de sabermos que ela é transmitida na velocidade da luz c.

     Efeito Paula:

             Os fótons percorrem trajetórias retas, no entanto, quando existe um movimento relativo entre a
    fonte e o receptor, os fótons que ligam os dois formam um raio de luz virtual curvo, e eles pertencem a diferentes 
    raios de luz.

    Dualidade da Luz:

             O fóton é composto por duas partículas idênticas que denominei de cólores, pois elas são responsáveis
    pelas cores.  Essas partículas orbitam em torno do seu centro de gravidade com uma velocidade v. Essa
    velocidade quando é composta com a velocidade c de emissão do fóton faz com que os cólores percorram
    trajetórias onduladas dando característica de onda para a luz, explicando a sua dualidade.

    Efeito de Aberração:

             Os fótons que nos chegam de uma fonte de luz nos mostram a direção que esta fonte está no momento da
    sua chegada e não a direção de onde eles vieram. Por exemplo, quando enxergamos através dos telescópios uma
    galáxia, a luz nos indica a direção que ela ocupa naquele momento e não a direção de origem dos fótons.   

    No Universo

     Planilha do Universo Visível e Planilha do Universo Verdadeiro:

     Essas planilhas demonstram a veracidade do modelo de Universo Lógico, quando seus resultados conferem com os resultados observacionais dos astrônomos. E mais ainda, é a primeira prova matemática real da existência do Big Bang, da influência da velocidade das fontes sobre a velocidade da luz e do funcionamento da Radiação de Fundo.

     Radiação de Fundo :

    São os fótons emitidos pelos átomos, na época em que todo o Universo era composto de átomos, que nos chegam hoje das galáxias situadas no limite do Universo , dando a impressão de que o Big Bang se deu em toda a periferia do Universo. Assim, quando observamos as galáxias da periferia do Universo, que afastam de nós com velocidades muito próximas à velocidade da luz, estamos observando-as numa época tão distante que elas ainda eram compostas só de átomos. Só um observador no espaço absoluto pode entender como todas as radiações de fundo tiveram origem em um mesmo lugar ao lado do Big Bang.
     Porque as órbitas dos planetas são elipses do fotonóide

:

    Observando a animação de um fóton na sua tragetória verdadeira entre o Sol e um planeta, tirei várias conclusões.  Uma delas é que a velocidade de expansão no Universo das galáxias influencia as órbitas dos planetas em torno das estrelas. Assim, podemos explicar que essas órbitas são elipse do fotonóide. O internauta entenderá, aqui, o que significa essa elipse e o seu funcionamento.

    O Eixo Bruna:

      Uma nova proposta científica passa a gerar credibilidade a partir do momento em que suas previsões são confirmadas experimentalmente e observacionalmente. O Eixo Bruna é o eixo da expansão da nossa galáxia, a Via-Láctea (Terra). Através das órbitas dos planetas do sistema solar consegui provar a existência desse eixo.

    Na Gravidade:

   O sopro do Criador:

   Toda matéria do Universo, representada hoje por todas as galáxias, estava concentrada num ponto em forma de energia pura. Deduções Lógicas concluiu que a gravidade só apareceu com o movimento. Assim, toda aquela energia que inicialmente estava concentrada nessa singularidade,de onde se originou o Big Bang, por estar completamente parado, não gerava gravidade. Não havendo gravidade, não existia materialização e nem peso, consequentemente não havia volume e nem mesmo densidade, ou seja, era apenas energia. Dessa maneira, conseguimos explicar a mágica de como toda matéria do Universo, representada por energia pura, coube nessa singularidade. Assim o Big Bang funcionou como se fosse o Sopro do Criador.     

     O segredo da Gravidade:

     A gravidade apareceu com o movimento dos quantum de energia que emergiram do Big Bang.

     Campo Gravitacional :

     Todo corpo possui um campo gravitacional que, para um observador no referencial desse campo, é composto por uma esfera cujo raio expande na velocidade da luz desde o Big Bang, exercendo uma força de gravidade sobre qualquer corpo nesse campo.

     Dedução da Fórmula da Força de Gravidade:

     A força de gravidade entre dois corpos é exercida por linhas de gravidade constituídas de energétrons, que são os mediadores da força de gravidade. Essas linhas crescem com a velocidade c em trajetórias retilíneas que, ao chegarem em outro corpo, atrai-o na direção da sua chegada. Ela pode ser expressa em função da distância L entre dois corpos ou em função do tempo t que o energétron da linha de gravidade demora para ir da sua origem até o seu destino, com velocidade c.      

      Assim,

                                 ou

     Quando dois corpos estão parados no mesmo referencial, a Gravidade Lógica é idêntica à gravidade de Newton. Mas, quando existe uma velocidade relativa v entre eles, a direção da força de gravidade já não é a mesma do eixo entre os dois corpos. Esta direção faz um ângulo a com esse eixo onde o 
 
                                                                        

      Sutilezas da Gravidade:

     Os energétrons funcionam de maneira análoga aos fótons. Assim, a gravidade sofre os mesmo efeitos ilusórios da luz.

     Influência da velocidade V de expansão do Universo sobre a gravidade:

     A velocidade de emissão dos energétrons vistos por um observador no referencial de um corpo é sempre c. Este observador vê o campo gravitacional desse corpo em forma de esfera. Um observador no espaço absoluto, que conhece a velocidade V de expansão no Universo de um corpo, saberá a influência dessa velocidade sobre a velocidade dos energétrons, que passarão a ser c2, onde c2 = c + V. Isso fará com que o observador no espaço absoluto veja o campo gravitacional desse corpo em forma de um elispóide. Este elipsóide, quando se trata de energétron, será chamado de gravitóide.

     Na Relatividade:

     A Relatividade do Tempo:

     A relatividade do tempo é a relação do tempo gasto para um fóton ir de uma fonte a um receptor quando existe uma velocidade relativa entre eles e quando estão parados, ou seja v = 0, sendo:

                                                                           

     Esta fórmula é idêntica à fórmula de Einstein, o que significa que a matemática dele está certa. Quando é aplicada nas várias experiências feitas pelos físicos a sua veracidade é pseudamente comprovada. Isso porque o erro está na interpretação dos resultados desses experimentos. Ela é fundamentada no postulado errado que diz que a velocidade dos fótons não sofrem a influência da velocidade de suas fontes.

     Quando interpretei corretamente a fórmula acima, demonstrei que não existe os absurdos:

        - dilatação do tempo;
        - contração dos espaços;
        - quarta dimensão;
        - dependência da massa em função da velocidade.

      A Relatividade não passa de um artifício matemático que engana os físicos.

     Relatividade da Gravidade:

     É o valor da força de Gravidade entre dois corpos quando existe uma velocidade relativa entre eles e quando estão parados. Ela é expressa pela fórmula

                                                                           

      Quando v = 0,  Fv = Fo.
      Quando v c,  Fv =→ ∞.

A Relatividade da gravidade explica, na formação das partículas, como a gravidade transforma-se na força forte responsável pela coesão entre elas.

 

      Nas forças da Natureza:

      Força centrífuga:

     É uma força real que aparece nos movimentos curvilíneos. Ela é uma das mais importantes da Natureza pois graças a ela existe o Universo.

        - Combinada com a Força Forte é responsável pelo equilíbrio pelo equilíbrio interno das partículas.
        - Combinada com a Força Elétrica é responsável pelo equilíbrio interno dos átomos.
        - Combinada com a Gravidade é responsável pelo equilíbrio entre os astros.

     Força Forte:

     Nos movimentos orbitais entre duas partículas a força de Gravidade tende para o infinito, transformando-se na força forte que as mantém unidas.

     Força Elétrica:

     É a força que estabelece entre dois corpos eletrizados.

                                                                           

     Força Magnética:

     Aparece quando ocorre um movimento de cargas elétricas.

Força de Gravidade

A luta de Geraldo Antunes Cacique para divugar suas idéias

Quem é Geraldo Antunes Cacique

O que é o Centro de Deduções Lógicas
 
A visibilidade que o Google está dando à Geraldo Cacique e Deduções Lógicas. 

O livro. 
 
Os desafios.


Por que optei por Deduções Lógicas

     
     Quando comecei a ter contato com as idéias de Geraldo Antunes Cacique, tive inicialmente uma má impressão; pois embora o seu pensamento parecesse lógico, ele contrariava muitos princípios já estabelecidos na Física Moderna. No entanto, a simplicidade lógica de suas argumentações, explicando inúmeros fenômenos, aparentemente distintos, para dentro de uma estrutura concisa de pensamento em que os paradoxos lógicos não emergem, deixava-me completamente perplexo. No fundo, sabia que o relativo sucesso da Física Moderna não escondia sua fragilidade lógica de coerência interna, havendo, portanto, necessidade de uma profunda reforma nas bases das teorias vigentes. Assim, comecei a entrar em conflito comigo mesmo. Eu estava em um dilema: aceitar a Física Moderna com suas incoerências internas ou apostar em algo novo para eliminar os paradoxos da Física através da simplicidade lógica, reinterpretando resultados. Felizmente, graças a minha honestidade sincera na busca da verdade, percebi que a minha insistência em defesa de muitos princípios da Física não passava de teimosia sustentada apenas pelos dogmas da Ciência, que parece mais uma religião "científica" guiada pelas emoções e não pela lógica racional. Finalmente, optei pelas deduções lógicas de Geraldo Antunes Cacique, sendo levado fatalmente a mudar grande parte de minhas concepções na Física Moderna.

     Tenho aprendido com deduções lógicas, nos últimos meses, muito mais do que os meus 15 anos de formação profissional como físico. Tenho dado minha contribuição significativa através dos conhecimentos que adquiri na formação profissional como físico, nos cursos de bacharelado, mestrado e doutorado. Tal contribuição foi dada ao descrever para o autor de "Deduções Lógicas" o funcionamento básico da Física, que aproveitando desse conhecimento descritivo, conseguiu, através de seu pensamento lógico, elaborar várias explicações convincentes para fenômenos que não são bem compreendidos pela Física, embora sejam descritos por ela.

     As inumeráveis explicações convincentes que vêm sendo dadas exaustivamente por Geraldo Cacique dão-lhe o digno merecimento de mais prêmios Nóbeis do que todos aqueles que vêm sendo distribuídos até hoje para os físicos, pois ninguém modificou tanto a Física como Geraldo Cacique vem fazendo com suas "Deduções Lógicas". E o mais importante ainda é a simplificação feita, tornando a Física compreensiva mesmo para aqueles que não são especialistas no assunto, ou seja, aqueles indivíduos que têm a capacidade de raciocinar logicamente.

     A reforma da Física proporcionada por "Deduções Lógicas" está sendo implantada e consolidada através da Internet, com aquelas pessoas que não têm resistência ao novo por não conhecerem a fundo os dogmas da Ciência e conseqüentemente não serem contaminadas por eles.

     Tendo em vista o que acabei de dizer, agora, tenho a certeza de que, através da Internet, essa reforma chegará até os meus colegas (os físicos), levando-os a se renderem perante o óbvio, que, atualmente, devido àquela intransigência em não aceitar o novo, impossibilita-os de tomar conhecimento das teorias de "Deduções Lógicas".
 

Dr. Cláudio N. Cruz
clanc@uol.com.br
Físico e professor universitário formado pela UFJF, mestre e doutor pela UFMG
(Março de 2005)

6 comments for "Centro de Deduções Lógicas - O que é Deduções Lógicas.".

Tem repeitar os Superiores enviado por Danilo (não verificado(a))
No entanto, a simplicidade enviado por TrakyaÜni (não verificado(a))
No entanto, a simplicidade enviado por TrakyaÜni (não verificado(a))
Curiosidade enviado por Reinaldo Zózimo (não verificado(a))
Resp. - Pois è enviado por Geraldo
Pois é... enviado por Visitante

Comentarios

  • Se você gostou de Deduções Lógicas, ajude a divulgá-las, Curta e envie para seus amigos as nossas teorias pois como eu já disse são tantas e profundas as modificações que faço na física, que o conhecimento delas, levará ao homem uma fase extraordinária de progresso e de bem estar.

    Use os Botões abaixo


  • Esta pesquisa mostrará todas as páginas do site de Deduções Lógicas que possuem o termo digitado.

    Loading

    Usuários on line

    No momento há 1 usuário e 1 visitante online.